10 de abr de 2016

Thiago Feijão

"No auge do acúmulo de projetos paralelos, um mentor seu da Fundação Estudar, de onde também era bolsista, lhe fez uma pergunta: por que ele acordava todos os dias de manhã para fazer tudo isso? Feijão não sabia. O banqueiro carioca que lhe dava dicas para a carreira disse que enquanto ele não soubesse a resposta, não o receberia. Feijão entendeu então que, se focasse sua energia em um só projeto, teria a possibilidade de fazer algo maior. Seis meses depois, o jovem voltou com a resposta ao seu mentor. Ele fazia tudo aquilo porque queria promover impacto social. E que, sim, ele reuniria sua capacidade em um só esforço, o QMágico."

Examinai tudo. Retende o bem. 1 Tessalonicenses - 5, 21