Pular para o conteúdo principal

Homenagem ao Professor Valdson

Ontem recebi uma notícia que me deixou triste: faleceu um dos melhores professores que tive, Antônio Valdson dos Santos Alencar. Com ele, aprendi a buscar o conhecimento, e não esperar apenas as respostas. Qual dos seus alunos não lembra das perguntas sem respostas? É com profunda gratidão que deixo essa pequena homenagem. Obrigado pelo grande professor que foi!
Autor: Robson Feitosa

Comentários

  1. SEM PALAVRAS!!....mas não resisto...

    Eu já vinha rezando há um bom tempo pra que essa notícia não me tomasse logo cedo naquela bendita lista "IFCE-INFORMA", que por sinal estou administrando...me recusei a postar a notícia e passei a bola pra comunicação social escrever.....desci as escadas meio cega pra ir respirar lá fora....ms o que eu tava mesmo era inconformada.....

    O valdson foi um dos melhores professores que tive...suas perguntas sem respostas eram as melhores e suas perguntas com opções de respostas iguais eram as mais engraçadas pq ele também se divertia...assim: "GEnte!, qual desses protocolos não é orientado à conexão?...é o UDP ou é o UDP?" por causa dessas brincadeiras dele eu memorizei um monte de coisas das disciplinas que fiz com ele


    Eu sei que tudo é um grande mistério....ms se me perguntassem qtos anos ele teria de saldo eu diria que seria uns 80....além de ser um cara inteligente, ele era 100% saúde não fumava , não bebia, jogava no time de basket dos servidores e ganhava todas..fazia altas trilhas...quando o carro de rali dele tava no estacionamento era o tema do dia e já sabíamos que ele iria falar das trilhas um bom tempo depois da aula.....

    Coincidência nascemos no mesmo dia...e ele brincava que tinha nascido na mesma maternidade que eu...e eu dizia que sim..sendo que tinha sido há uns 40 anos antes de mim...e ele dizia que não teria sido 10 anos depois de mim uhauha...

    Onde quer que ele esteja aposto que tá dando bom exemplo......

    Mas embora vida e morte seja mistério...fica uma sensação de "nada a ver, nada a ver ele partir assim...ainda tão jovem"

    Ufa!...acho q eu precisava falar isso!

    Abraçãoo robson..."tudo a ver, tudo a ver...essa homenagem tem tudo a ver!

    ResponderExcluir
  2. ... lágrimas nos olhos ... sem palavras!

    ResponderExcluir
  3. Olá Robson,
    primeiro quero agradecer a homenagem ao Valdson. Sei o quanto ele amava ensinar e diante disso era fácil transmitir o que sabia, e como sabia. Para mim ainda é bem difícil acreditar que ele fez seu voo as vezes penso que ele está viajando para um rali, enduro ou algum congresso e daqui a pouco estará de volta.
    Valdson lutou pra caramba contra a doença, foi um campeão como sempre e sei que ele não perdeu, apenas resolveu deixar de ser o professor para virar aluno de Deus (que ele passou a acreditar)pois, durante esse tempo aconteceram várias demonstrações de sucesso no tratamento e ele deixou a possibilidade de curar várias pessoas com o seu protocolo que lutamos durante 5 meses para os médicos acreditassem que poderia dar certo(Valdson foi o primeiro a usar o protocolo no Brasil e o décimo primeiro no mundo) e agora já sabemos que um ependimoma recidivado responde a quimioterapia SIM.
    Ele foi um excelente marido, amigo e um pai fora do normal. Hoje fica os frutos que têm muito dele. A minha saudade dói e se eu tivesse uma forma de trocar de canto teria feito sem pestanejar, pois ele sabia que meu amor era para a minha vida inteira.

    Aqui é parte da história:

    http://gabriscosmopolita.blogspot.com/2010/09/historia-do-joao-e-da-maria.html

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Não pode ser :( Sem palavras... o Valdson nao!! :(((

    ResponderExcluir
  5. Robson sem perdir autorização já postei no meu twitter sua homenagem, pois foi justamente o que senti quando soube da morte dele.

    Suas palavras são perfeitas.

    O Valdson foi um grande mestre e conseguiu despertar a busca pelo conhecimento em vários, se não todos, dos seus alunos com as perguntas sem resposta!

    O céu recebeu hoje um grande mestre!

    um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá Gabriela,
    muito bonita a oração no seu blog ... de fato Deus não tem, nem precisa de computador ... e no céu tem muita gente ... muita gente boa! Inclusive o Valdson! É duro o sofrimento da perda, mas a fé em um lugar melhor e na esperança do reencontro nos enche de vida novamente!
    Um forte abraço!!!
    =D

    ResponderExcluir
  7. Olá Davi,
    as palavras foram sinceras! E pode divulgar sim! E seja bem-vindo ao www.epígrafeslegais.org!
    Abraço,
    Robson

    ResponderExcluir
  8. Ola, meu nome é danilo. tbem fui aluno do valdson e empregado dele na fortalnet, lembro do primeiro dia de trabalho. quando ele apertou a minha mao e me cumprimentou. lamento pela perda, muito inteligente e não tinha preocupação com o que os outros achavam dele, um grande cara.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Existem pessoas que passam por nós e deixam uma marca permanente e viva na memória, no sentimento e no coração. Seja por suas palavras, por seu modo de ser, por sua presença...

    O Professor Valdson Alencar é uma dessas personalidades marcantes na minha vida, assim como na de tantos outros colegas. Engraçado que a última vez que tive contato com ele foi entre os bancos e corredores da antiga Escola Técnica Federal do Ceará – ETFCE, no longínquo ano de 1997, quando estava concluindo o meu curso de Técnico em Informática Industrial, e até hoje, passados mais de 20 anos, vez por outra, eu e meu amigo Telmo Nascimento – também seu ex-aluno – ainda comentamos aqui no trabalho sobre a personalidade incrível deste grande ser humano que foi o Valdson.

    Sua inteligência, seu caráter, seu imenso sorriso e seu indefectível bom humor são características que perduram fortemente na minha memória. Lembro-me, perfeitamente, dos dias de prova, em que ele a distribuía nas cadeiras e falava, em seguida, com aquele olhar maroto:

    “Para quem estudou, boa prova! Para quem não estudou, boa sorte!”

    E, para descontrair ainda mais o momento avaliativo, ele quebrava o gelo brincando:

    “Mas não se preocupem que ainda tem uma chance! Se você estiver precisando de um ponto, ou de dois, ou até de três... quando terminar a sua prova, me procure aqui na minha mesa, depois que soar a sirene, e vamos conversar, que eu sou um professor altamente comprável!”

    Todos caíamos na gargalhada. Era o suficiente para superarmos a ansiedade da hora. Mas, no final da aplicação, o Valdson voltava a botar pressão, sem perder o humor:

    “Faltam 1800 segundos para terminar a prova!” - quando faltava meia hora pro término...

    “Faltam 900 segundos para vocês devolverem a provinha!” - quando restavam 15 minutos...

    “Faltam 300 segundos pro encerramento do tempo!” - quando faltavam 5 minutos...

    E hoje é ele quem nos faz falta, demais!

    Grande Mestre, Professor Valdson... Você é um exemplo do que eu espero, um dia, ser quando estiver lecionando por aí. Exemplo de profissional que ama o que faz. Exemplo que ser humano que vai além do óbvio. Exemplo de pessoa, de amigo, de professor que se mistura com a garotada, que ensina, que aprende.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

As seis leis para a conquista da Auto-responsabilidade

"Se é para criticar (os outros), cale-se. Se é para reclamar, dê sugestão. Se é para buscar culpados, busque solução. Se é para se fazer de vítima, faça-se vencedor. Se é para justificar seus erros, aprenda com eles. Se é para julgar as pessoas, julgue suas atitudes." Autor: Paulo Vieira Livro: Auto-Responsabilidade – A Chave para uma Vida de Realizações e Conquistas

Carlos Drummond de Andrade

Não importa aonde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e o mais importante...  Acreditar em você de novo.

Augusto Cury

"Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles." Autor: Augusto Cury
Livro: Nunca desista dos seus sonhos