Pular para o conteúdo principal

Freud

Ora o doente concorda que cometeu um erro ao rejeitar o desejo patogênico e aceita total ou parcialmente esse desejo; ora o próprio desejo é orientado para um objetivo mais elevado e por esse motivo, menos sujeito à objeção (é o que chamo de sublimação do desejo); ora reconhece-se que era correto rejeitar o desejo, mas substitui-se o mecanismo automático e portanto insuficiente do recalcamento por um juízo de condenação moral proferido com a ajuda das mais altas instâncias espirituais do homem; é em plena luz que se triunfa sobre o desejo.
Autor: Freud
Livro: Cinco lições sobre a psicanálise

Postagens mais visitadas deste blog

Albert Einstein

"A menos que modifiquemos a nossa maneira de pensar, não seremos capazes de resolver os problemas causados pela forma como nos acostumamos a ver o mundo" Autor: Albert Einstein

Carlos Drummond de Andrade

Não importa aonde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e o mais importante...  Acreditar em você de novo.

Augusto Cury

"Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles." Autor: Augusto Cury
Livro: Nunca desista dos seus sonhos